DesignBR

Vai Design!!

Acabei de ler um artigo intitulado “Nosso maior concorrente é o dinheiro”. Esta frase célere foi dita por ninguém menos que o presidente da Mastercard. Nas palavras do executivo, ele (o dinheiro), pode ser facilmente roubado, ocupar muito espaço no bolso e até transmitir doenças. Mas, ainda assim, o dinheiro continua sendo, de longe, o meio de pagamento mais usado pelos brasileiros. 

Segundo o executivo, o maior desafio para a empresa crescer é ampliar a aceitação dos meios eletrônicos de pagamento. “Hoje, apenas dois milhões dos cerca de 15,5 milhões de estabelecimentos comerciais no Brasil aceitam pagamentos eletrônicos. E somente 20% dos pagamentos são realizados por meios eletrônicos, o que representa 30% do consumo das famílias”.

Está aí uma história que achei que só fosse possível no livro "O Executivo e sua Tribo: lidere sua Tribo Corporativa e maximize a produtividade e o lucro da empresa", Dave Logan, John King & Halee Fischer-Wright, Editora Planeta do Brasil, 2009. Nele, os autores identificaram cinco estágios tribais, sendo eles:

1- A vida é uma droga: cerca de 2% dos profissionais americanos, que é modo de pensar que cria as gangues de rua e as pessoas que trabalham com armas. As pessoas deste estágio são desesperadamente hostis e se unem para prosperar em um mundo violento e injusto. Tais personagens são exemplificados nas séries Oz, da HBO e Prison Break, da Fox.

2- Minha vida é uma droga: em 25% das tribos dos locais de trabalho, a cultura dominante é o Estágio 2. As pessoas neste estágio cultural são antagonistas passivos: elas cruzam os braços na crítica, mas na verdade nunca estão suficientemente interessadas para ativar qualquer paixão. Seu riso é discretamente sarcástico e resignado.

3- Sou ótimo e você não: a cultura dominante em 49% das tribos dos locais de trabalho nos EUA. Normalmente os médicos operam neste nível em seus melhores dias, assim como os professores, advogados e o pessoal de vendas. Nesta cultura, conhecimento é poder, e por isso as pessoas o acumulam, desde os contatos com os clientes até os mexericos sobre a companhia.

As pessoas neste estágio têm que vencer e, para elas, vencer é algo pessoal. São conhecidos como "guerreiros solitários", querendo ajuda e apoio e ficando continuamente desapontados pelo fato de os outros não terem sua ambição ou habilidade. Antes de julgarmos as pessoas neste estágio como tendo grandes egos, temos que nos lembrar que a sociedade as fez - a nós - dessa maneira. Desde o momento em que entramos na escola, aquele que sabe que "2+2 são 4" ganha uma estrela dourada.

4- Nós somos ótimos: este nível representa 22% das culturas tribais do local de trabalho. Quando os grupos chegam a este ponto, eles se enxergam como uma tribo, com um propósito comum. Eles se comprometem com valores básicos compartilhados e mantêm um ao outro responsáveis. Não vão tolerar o desempenho estilo The Office ou agenda pessoal do Estágio 3.

5- A vida é ótima:  é responsável por menos de 2% das culturas do local de trabalho. A gigante de biotecnologia Amgen adiou a publicação do livro por quase cinco anos. É que no início da década de 1990, os autores só conheciam os estágios tribais 1 a 4 e tinham uma quantidade enorme de exemplos de cada um. Acreditavam que a linguagem "nós somos ótimos" do Estágio 4 era o topo da montanha. Mas graças à Amgen, tudo virou de cabeça para baixo, adiando a publicação do livro. Segundo os autores, a descoberta valeu a espera.

Ao entrarem na Amgen na década de 1990 e perguntar quem eram seus competidores, eles esperavam que citassem a Genentech (outra empresa de biotecnologia) ou talvez - se as pessoas fossem ambiciosas, a Pfizer. "Estamos competindo com o câncer", foi o que ouviram dos funcionários da Amgen. As mesas pessoas prosseguiram dizendo: "Talvez [nosso competidor] seja a doença inflamatória, como a artrite. A obesidade. O Parkinson".

Os autores ficaram estarrecidos, porque o modelo dos quatro estágios não podia explicar o que estavam ouvindo. O mais profundo ainda foi ouvir: "podemos estar competindo com a morte prematura - a doença humana. Suponho que não estamos realmente visando à fome ou à guerra". Para piorar a situação deles, não viram qualquer evidência de orgulho tribal. Nenhum gosto de vitória, nenhuma bandeira "Somos o Número 1".

Neste estágio, não é que os competidores não existam; é que eles não importam. 

E você? Acredita que o Estágio 5 é um sonho distante? Conhece alguém ou alguma corporação que atue neste nível? Compartilhe o seu depoimento conosco.

Exibições: 39

Tags: Ismael, Jonas, Pereira, Santos, dos, estilo, liderança, líder, tribal, tribo

Comentar

Você precisa ser um membro de DesignBR para adicionar comentários!

Entrar em DesignBR

O banner de sua empresa também pode estar aqui.
Entre em contato conosco para saber mais detalhes.
portaldesignbr@icloud.com

Hand Spinner Anti Stress

Fidget Spinner desenvolvido para reduzir o stress e a ansiedade

Fidget Cube Calmante

Um Cubo verdadeiramente Mágico que auxilia no controle emocional, ajudando a manter a calma em momentos de pressão.

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Portal DesignBR.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Web Analytics Tweet
ed.designstore@gmail.comarrow_drop_down ed.designstore@gmail.com settingsConta / Meu plano webMeus Sites messageEnviar Notificação restoreAgendar Notificações trending_upEstatísticas languageEnglish languagePortuguês perm_identitySair x Você está atualmente no plano gratuito. Já conhece o nosso plano sem publicidade? shopping_cart ADERIR AGORA ✕ Por favor leia os nossos Termos e Condições antes de utilizar o Pushnews [FECHAR] CRIAR CONTAPERSONALIZARINSTALAR JAVASCRIPTFINALIZAR Por favor coloque o código seguinte na secção do HTML (Pode personalizar todas as mensagens aqui)