DesignBR

Vai Design!!

Recebi outro dia uma newsletter da revista Making Of e este texto do designer Zé Henrique Rodrigues me chamou a atenção. Aguardo as considerações.

"Este tema (e termo) já foi fruto de artigos, debates, matérias, blogs e discussões em mesas de bar e em corredores de faculdades. Confesso, porém que ainda me irrito ao ouvir essa maldita palavra “logomarca”. Vamos tentar chegar a um consenso e banir de vez esse monstro da nossa linguagem diária.

A designer Ana Luísa Escorel fala em seu livro “O efeito multiplicador do design” que a palavra em questão não existe: “…Qual seria o sentido dessa genuína invenção brasileira? Logomarca quer dizer absolutamente nada… A palavra logos, vem do grego significando conhecimento e também palavra. Portanto, logomarca significaria “palavra-marca” ou “palavra-conhecimento”, o que não faz sentido.”

Concordo plenamente com ela. Ao analisarmos outras nomenclaturas básicas que usamos para dissecar uma marca, percebemos isso com clareza:

• Logotipo - Logos em grego quer dizer conhecimento, e também palavra. Typos vem do latim e quer dizer padrão e também grafia. Portanto, grafia-da-palavra ou palavra-padrão. Define o nome da empresa. Toda empresa tem um logotipo. Até nós temos nossa assinatura como logotipo.

• Símbolo – do latim symbolum, aquele que representa ou substitui. Nem todas as empresas têm símbolo, como coca-cola e nokia.

• Símbolo gráfico – também conhecido como 5º elemento de determinadas marcas. No caso da coca, a garrafa e a onda funcionam como um substituto à marca, sem entretanto, se incorporarem na assinatura institucional.

• Marca – refere-se ao conjunto visual e de valores da empresa.

Preciso falar mais alguma coisa? Para quem gosta de estudar semiótica, esse é um prato cheio. Famosos já discorreram sobre esse assunto. Mesmo assim, parece que boa parte dos designers continua insistindo em usar a expressão errada.

Acredito que devemos sempre observar o conteúdo do nosso discurso diário, cuidando com a linguagem falada e escrita. Antes de designers somos comunicadores e temos a obrigação de falar corretamente. Antes de sair falando qualquer bobagem, deve-se saber sobre o que fala. Não adianta usar nomes complicados em inglês ou em qualquer outra língua estrangeira para defender uma criação se, no mais básico, erra-se feio. E muito feio.

Caso, meu caro leitor, você use essa expressão errônea, pense e mude. Há uns 7 anos eu também chamava marca de “logomarca”. Aprendi, refleti, mudei. Não é difícil."

* O designer Zé Henrique Rodrigues tem mais de 14 anos de experiência na profissão e inúmeros prêmios conquistados. Atualmente, o designer coordena o curso de design gráfico da Lemon School e é vice-presidente do Clube de Criação do Paraná (CCPR). Zé Rodrigues é também sócio do estúdio Brainbox Design Estratégico.

Exibições: 134

Responder esta

Respostas a este tópico

Mencionei que nada mais iria mencionar sobre esse assunto, mas acabei de encontrar um artigo do Delano* (que tive o prazer de conhecê-lo na ESDI), onde ele citando o caso da "Cedae" no site da REDE DESIGN BRASIL
http://www.designbrasil.org.br/portal/opiniao/exibir.jhtml?idArtigo... , onde ele menciona no final do seu artigo:

"Vocês devem ter observado que ao longo desse texto alternei o uso dos termos "marca visual" e "logomarca", e isto tem um propósito. Há mais ou menos um mês e meio um estudante me procurou nos corredores da PUC-Rio para confidenciar que um colega professor estava tirando pontos de alunos que usavam o termo "logomarca" e me perguntou se o uso da palavra era uma prática correta. Confesso que me assustei um pouco com a pedagogia do nobre colega, pois a abordagem "tirar pontos" me remete ao ensino fundamental e médio e não ao superior. Na ocasião expliquei que, enquanto professor e profissional associado a uma entidade de classe como a ADG, utilizava os termos que facilitavam o entendimento de minhas idéias entre meus pares, como marca visual, logotipo e símbolo. Entretanto, também afirmei que apesar de toda profissão ter a sua "língua", o nosso léxico flutua e que as palavras - a despeito de sua etimologia - podem ter diversos significados e que as coisas podem ter diversas palavras para denominá-las. Trocando em miúdos, somos donos de nossos termos, mas não somos os únicos donos da língua portuguesa e logomarca, para muitos, significa a mesma coisa que o termo marca visual é para nós, designers. O mais importante é entender que uma marca é muito mais do que uma logomarca e assim como uma tatuagem que escolhemos colocar no nosso corpo, toda empresa tem o direito de escolher a marca visual que expressa sua identidade. "

*Delano Rodrigues é designer e consultor de identidade de marca da Karuana Identidade de marcas. Membro da atual diretoria nacional da ADG – Associação de Designers Gráficos do Brasil, é MBA em Marketing e mestre em design pela PUC-Rio. Desde 1997 leciona em cursos de design e comunicação, e em 2003 implantou a disciplina de Branding na PUC-Rio, além de ministrar cursos de Naming e Branding para empresas e instituições de ensino de todo o Brasil.


Pois é...assino embaixo. Abçs!!!
Beto Lima
http://visualdelirium.blogspot.com/
LOGOMARCA?
por Antonio Ribeiro sobre: Artigos, Design

Pra você que ADORA usar essa expressão, só um aviso: pare imediatamente!

Para os que me conhecem no mercado, já sabem que basta falar a palavra logomarca ao meu lado para que a xícara de café pule da minha mão e vá parar com todo seu conteúdo escaldante nos pés do desavisado mais próximo. Calma. Também não é assim… brincadeirinha…

O que acontece é que no Brasil há uma mania de utilizar expressões que não existem. Como vários livros de design brasileiros já informam àqueles que desejam realmente estudar a profissão, a palavra LOGOMARCA é um neologismo, já que a expressão LOGO vem do grego LOGOS e significa sabedoria ou palavra, já a expressão MARCA, desvirtua completamente o sentido da expressão, pois LOGOMARCA significaria PALAVRA-MARCA, e realmente, para isto já há uma expressão - que não tem esse significado desvirtuado - a palavra LOGOTIPO.

Para os que ainda têm dúvida, vamos a alguns esclarecimentos:

SÍMBOLO - Do grego simbolou, significa a transmissão de uma idéia através de um desenho ou algo que represente, possuindo traços daquela idéia explicitamente evidentes ou não, tal conceito.

Mais conhecido no conceito geral (às vezes empregado de forma errônea) como MARCA, é toda e qualquer figura que representa uma idéia ou algo por trás da mesma.

Exemplo de uma marca famosa é a da empresa esportiva NIKE. Como a empresa cria e vende artigos esportivos, no geral, o objetivo de todo desportista é a vitória. Portanto, a deusa grega da vitóra, Niké serviu de nome para a referida marca. Já seu símbolo, chamado pelos criadores de “swoosh“, na verdade é uma estilização de uma das asas que a deusa grega Niké possui. Portanto, mesmo sem 90% de seus usuários saberem, o símbolo em todos os produtos da marca NIKE remetem à vitória, através da estilização da asa da deusa grega inspiradora para o nome da empresa.

Veja que a NIKE, por exemplo, tem seu SÍMBOLO e seu LOGOTIPO. Mesmo que o último seja razoavelmente simples, obedece a uma padronização e possui certas características facilmente reconhecíveis por qualquer profissional do mercado de design, podendo serem utilizados - símbolo e logotipo - em conjunto ou separadamente. De qualquer maneira, o CONCEITO Nike está representando por ambos.

Outro símbolo muito famoso é a SWÁSTIKA, difundida principalmente pela campanha nacionalista de Adolf Hitler, durante o que ele chamava de 3º Reich.

Símbolo Hindu de “bem sucedido” e também encontrado em diversas culturas - mesmo estas não tendo contato entre si - a swástika foi utilizada por Hitler por se parecer com uma engrenagem e sugerir a revolução industrial que o líder desejava para a Alemanha em decadência.

Além destes significados, a swástika também é encontrada em inscrições egípcias, como símbolo de renascimento quando tem seus braços voltados no sentido horário. O inverso é simbolizado pela SAWÁSTIKA, que possui seus braços no sentido anti-horário, demonstrando declínio e destruição.

Mesmo a Swástika tendo um “bom significado” em suas aparições ancestrais, sua utilização foi proibida em toda a Alemanha pós-guerra e em diversos países, em razão da sua associação com o governo repressor e desumano do líder nazista.

Isto serve para ilustrar o poder que um símbolo ou marca pode ter, atravessando inúmeros séculos. Outros exemplos de símbolos muito fortes em nossa sociedade são a cruz (símbolo de suplício e sacrifício para os cristãos) e o pentagrama (frequentemente relacionado com magia negra e ocultismo).

LOGOTIPO - Como informado acima, a palavra grega LOGOS significa conhecimento, sabedoria e, para alguns estudiosos, até mesmo palavra. Já a expressão TIPO vem das fôrmas que imprimem as letras na antiga imprensa, feitas a princípio de madeira e depois, com a invenção de Guttenberg, de metal. Portanto, LOGOTIPO significa, em linhas gerais, uma PALAVRA ou IDÉIA com uma certa TIPOLOGIA CARACTERÍSTICA.

São exemplos de logotipos os da Sony, Coca-Cola, Azzaro, Microsoft, Wacom, Logitech, e inúmeros outros.

Portanto, vindo apenas até aqui já dá pra notar que a expressão LOGOMARCA é redundante, pois LOGO já pode informar diversas coisas sobre uma marca.

Para alguns, principalmente os americanos e ingleses, a expresão LOGO já significa a marca em si. Portanto, dizer logomarca é dizer algo como, água-molhada.

Em um próximo artigo explanarei sobre mais alguns conceitos importantes para o design, principalmente os que se utilizam de meios gráficos para sua veiculação.

Enquanto isso, quem tinha o costume, se policie para não deixar escapar entre os lábios esta expressão equivocada tão utilizada em nosso meio.

ABAIXO À LOGOMARCA!

Antonio Ribeiro
Designer e Ilustrador
ATENÇÂO!! estão nos prostituindo!




(16.021 membros)
ATENÇÂO!! estão nos prostituindo!
8 mai
Daniel
ATENÇÂO!! estão nos prostituindo!
Pois bem é isso aew algumas pessoas fazem cursinhos (nada contra), e já se acham prontas para o imenso mundo do designer, o que está acontecendo é que
tais pessoas ao fazerem serviços para clientes acabam fazendo qualquer coisa. E o
preço bem esse é o maior problema, um site que custa em média 15 mil ou mais a depender do cliente, cobrasse 600 reais isso é completamente inaceitável. O que
acontece é que quando vamos fazer um site e cobramos o preço REAL alguns clientes tentam nos matar dizendo que cobramos absurdos. Não estou aqui julgando ninguém
mais o mundo do designer requer preparação constante e se continuar sendo
prostituida, perderá cada vez mais seu valor.
Por favor, sinta-se à vontade para opinar.

8 mai
Anônimo
Balela.
Esse papo de prostituição é coisa de gente recalcada que não consegue trabalhar e descarrega sua revolta em quem trabalha.
Preço, amigo, varia de região pra região.
Site a R$15.000,00? Duvido!
Posta aí uma cópia de um contrato nesse valor.

8 mai
Frederico
Dessa vez eu concordo com o Marcos,
Não adianta ficar reclamando do preço do micreiro que não tem a mais vaga idéia do que é ergonomia. Cada cliente paga pela qualidade que merece ou pode ter.
Não sei se é o caso de alguém aqui, mas já vi muita gente que reclama da concorrencia "desleal" dos micreiros, mas não consegue explicar conceitualmente em termos simples para o cliente o porque daquele projeto ser daquela forma, o que é o que no projeto e como que aquilo é um investimento é um gasto para o cliente. Aí sim o cliente, de posse dessas informações, decide o que é melhor para ele.

8 mai
w.saraiva
Na minha opinião isso é mercado. Na alimentação encontra-se pacote de macarrão a R$2 e encontra-se a R$8. Variáveis abrem e mantém espaço de market share para o nicho a R$2 e a R$8.
Considera-se embalagem, marca, ingredientes, enfim, mas a análise é: existe cliente que só pode comprar a R$2 e há aquele que gosta e pode comprar a R$8.
Design não é diferente. Tem aquele cliente que só pode pagar R$15 num logotipo e existe aquele que pode e quer contratar serviços de um profissional conhecido no mercado, com histórico e que peça R$2000 por um logotipo.
Agora, se existe um designer do nicho R$2000 por logotipo, não é lógico que ele dispute mercado com um designer que está no nicho de R$15.
A Nestlé não vai vender o Prestígio a R$0,10 por que a Ana Coco criou um chocolate com recheio de coco e o vende a R$0,20.

18 mai
PSD designer
concondo com Daniel num ponto
eh claro que existem designer e designer, preços e preços, qualidade e qualidade, tem site que vale R$ 1.000 e tem site que vale R$ 15.000 se eu costumo vender um site a R$ 2.000,00, mas o cliente quer pagar 600,00 é logico que não vou projetar um site no valor que o cliente quer... ou seja basico e simples...
mas eu concordo com Daniel no ponto em que temos que valorizar nossa profissão...
Sucesso para todos!
www.psddesigner.com.br

18 mai
Douglas
"imenso mundo do designer"????

18 mai
Rodolfo
o segredo é o diferencial...encontre o seu...não se preocupe com os outros de menos estudos...
dê-se valor e dê seu valor...

27 mai
Oziris
isso existe em todas as profissões :
Veja bem:
Barbeiros no centro Rede Corte Chique: R$ 3,00 o corte - no Jardins = R$ 80,00 o corte
Comida: no centro um PF = R$ 4,00, no Jardins R$ 150,00 no Fasano
Roupa: blusinha no Bras = R$ 9,00 numa loja de grife R$ 40,00
e por ai vai.... cada um paga pela qualidade e pelo dinheiro que tem no bolso.
nao é exclusividade dessa área.

2 jun
Douglas
não tem jeito...
...Para acabar com esse "problema", teriam que criar um monopólio através de regulamentação extremamente rígida, fiscalização, multas, etc. Prefiro que o mercado se auto-regule pela qualidade, pela competitividade. Se o sujeito que cobra 15 paus não consegue competir com que cobra 600, ele que se diferencie de alguma forma.
Também pudera! As faculdades despejando montanhas de profissionais no mercado todo ano, em uma economia que anda a passos de tartaruga e não absorve todo mundo, dá nisso. Saem da facú, vão trabalhar em lojinhas de sign, e nas horas vagas tem um microzinho com programa piratão pra fazer uns freelas...É o Brasil, uai !

3 jun
[M4].in.Frame
Prostituição ou necessidade?
Se um dia um de vocês estiver passando fome, com contas atrasadas, perceberão que não será nem um pouco difícil fazer um site com esse valor...
Mas já trabalhei em uma agência que cobrava sites com quase esse valor; saí dela.
Alguns bundões já trabalham em emprego fixo e pegam sites de amigos ou conhecidos e fazem por preços ridículos apenas para rechear portfólio e ganhar um dinheirinho por fora.
É triste mas é Brasil...
E existe site de 15.000 reais sim, ou vocês acham que os sites de bancos e empresas como Petrobrás custam 2.000 reais?

-----------
* desiged@terra.com.br |
* Sair

*
* Início |
* Perfil |
* Página de recados |
* Amigos |
* Comunidades


ocultar




Designers BR
(16.021 membros)
fórum
enquetes
eventos
membros
ver perfil


ATENÇÂO!! estão nos prostituindo!

Início > Comunidades > Designers BR > Fórum: > Mensagens

primeira | < anterior | próxima > | última mostrando 11-16 de 16
7 jun
marmota laser jr
Meu amigo trampa na empresa que desenvolve para o Bradesco.
O mundo sempre estará dividido entre a elite, a classe média e os miseráveis.

Resta a você optar por um desses mercados.

Não reclamem, admitam este cenário e perseverem com muita dedicação.

Ah e quando pedirem para opinar sobre a regulamentaçao, digam sim.
7 jun
marmota laser jr
(o internet banking do Bradesco é uma merda hahaha)
21 jun
Fabio F!
valores e ética
Acho que todos ja passaram pela fase de reclamar, mas chega uma hora que voce ve que quem deve resolver essa questão é só voce.

Voce sabe o valor do seu trabalho, precifique e venda-o de acordo com o valor dele. Se voce der valor ao seu trabalho, nao tera o que reclamar...

Fixe uma posição para voce e mantenha-se nela, isso é posicionamento. Um cara quer pagar 300, por um site? Nao faça ou faça se acha que deve....É voce que escolhe como que trabalhar. Cada um tem seus motivos. O mercado profissional aos poucos esta filtrando quem é bom e quem não é para cada tipo de cliente. Valorize-se que nao vai mais ter do que reclamar.

Alexandre Wollner disse uma vez que nunca fez um trablaho de graça. Quem de nós aqui ja se posivionou assim? Dificil..sempre tem um irmao, primo, tio pedindo....isso sim é justo. É um trabalho e deve ser pago. Mas aí, como eu disse, cada um tem seus motivos...

Acho que o importante é voce ser fiel aos seus valores. E ético com seus colegas de profissão.

21 jun
Daniel - Kakashi
site por 15 mil realmente é um absurdo, mas claro que depende de vários fatores.
e realmente é foda, não são só os clientes, com também as empresas, sou de Londrina, ainda não terminei a faculdade, mas já trabalho da na área desde setembro de 2003, aki praticamente a maioria só quer saber de pegar estagiário... isso desanima que é uma beleza.

21 jun
Daniel - Kakashi
Não sei se é o caso de alguém aqui, mas já vi muita gente que reclama da concorrencia "desleal" dos micreiros, mas não consegue explicar conceitualmente em termos simples para o cliente o porque daquele projeto ser daquela forma, o que é o que no projeto e como que aquilo é um investimento é um gasto para o cliente. Aí sim o cliente, de posse dessas informações, decide o que é melhor para ele.
nossa!! é bem por aí mesmo, perfeito!
eu não reclamo de micreiros, eles tem o seu valor.
e é bem isso, saber explorar esse lado, equanto um cara aí farinha uma marca em 1 dia e cobraria seus 100 contos, agente que tem bagagempra um trabalho bem mais completo e de qualidade, podemos cobrar mais caro...
e não é só cobrar caro, por cobrar caro, mas sim o preço justo pelo serviço oferecido, é caro perante o micreiro, mas se bem estruturado e o cliente sabendo disso, será mais fácil fechar o contrato.

20:57 (1 hora atrás)
♪ ♣ Cecilia
mercado saturado amigo, aprimore-se, trabalhe e faça cursos
ao contrário vc dança

RSS

O banner de sua empresa também pode estar aqui.
Entre em contato conosco para saber mais detalhes.
portaldesignbr@icloud.com

Hand Spinner Anti Stress

Fidget Spinner desenvolvido para reduzir o stress e a ansiedade

Fidget Cube Calmante

Um Cubo verdadeiramente Mágico que auxilia no controle emocional, ajudando a manter a calma em momentos de pressão.

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

© 2020   Criado por Portal DesignBR.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Web Analytics Tweet
ed.designstore@gmail.comarrow_drop_down ed.designstore@gmail.com settingsConta / Meu plano webMeus Sites messageEnviar Notificação restoreAgendar Notificações trending_upEstatísticas languageEnglish languagePortuguês perm_identitySair x Você está atualmente no plano gratuito. Já conhece o nosso plano sem publicidade? shopping_cart ADERIR AGORA ✕ Por favor leia os nossos Termos e Condições antes de utilizar o Pushnews [FECHAR] CRIAR CONTAPERSONALIZARINSTALAR JAVASCRIPTFINALIZAR Por favor coloque o código seguinte na secção do HTML (Pode personalizar todas as mensagens aqui)